imagem do blog.jpg

quarta-feira, junho 01, 2005

metamorfose da persistência...


Sérgio Reis

Faz hoje oito dias que o Sérgio entregou a sua mais recente escultura. O mecenas detentor gostou da obra,também não podía não ter gostado na minha opinião. É genial e sinto-me viva pelo apanágio de ver uma obra destas nascer da estrutura, seguindo-se do barro, do gesso e posteriormente(como eu gostava de aínda vir a ver)em bronze e ser transformado em algo que nos provoca emoções fortes. Esta transmite-me uma doblez de personalidade,tanto uma mente serena quase espiritual como detentora de um carácter inquieto e mutante, um querer libertar-se das amarras para se mostrar livre e esplendoroso depois.

Quando hoje entramos no atelier já sentimos saudade desta escultura,tornou-se incorpórea mas a sua alma persiste por isso aqui fica o post. Parabéns pela obra, e pelas mãos fantásticas que fazem nascer obras tão maduras quanto esta.

"Certo dia, ao atravessar um rio, Cuidado viu um pedaço de barro. Logo teve uma ideia inspirada. Tomou um pouco de barro e começou a dar-lhe forma. Enquanto contemplava o que havia feito apareceu Júpiter.Cuidado pediu-lhe que soprasse espírito nele. O que Júpiter fez de bom grado. Quando, porém, Cuidado quis dar um nome à criatura que havia moldado, Júpiter proibiu-o. Exigiu que fosse posto o seu nome.Enquanto Júpiter e o Cuidado discutíam, surgiu a Terra. Quis também ela conferir o seu nome à criatura, pois fora feita de barro, material do corpo da Terra. Originou-se, então, uma discussão generalizada.De comum acordo pediram a Saturno que funcionasse como árbitro. Este tomou a seguinte decisão que pareceu justa: -Você, Júpiter, deu-lhe o espírito; receberá, portanto, de volta este espírito por ocasião da morte dessa criatura. Você, Terra, deu-lhe o corpo; receberá, portanto, também de volta o seu corpo quando essa criatura morrer. Mas como você, Cuidado, foi quem primeiro, moldou a criatura, ficará sob seus cuidados enquanto ela viver. E uma vez que entre vocês há calorosa discussão acerca do nome, decido eu: esta criatura será chamada Homem, isto é, feita de húmus, que significa terra fértil." Higino

5 Comments:

Anonymous Sérgio said...

Bere, esta escultura sente-se lisongeada com as palavras que por ela escreves. conseguiste captar em pleno uma possível (e muito acertada)interpretação daquelas formas. Obrigado pelo apoio que me deste para atingir tais volumes... Agradeço a ti e a todos os amigos que acompanharam esta aventura (cada escultura é uma aventura). Beijinhos e obrigado

15:01  
Anonymous Sarita said...

Concordo, concordo, concordo!!!
Com tudo...
Com um ponto a mais pelo sentimento e emoção transmitidas nas tuas palavras!
Para a Kitty-san: És uma daquelas pessoas que tem a capacidade de transmitir a magia que sentes aos outros, nas tuas coisas, nas tuas palavras!...
Para o artista: Estamos contigo enquanto tiveres esta fabulosa capacidade de libertar tudo o que se encontra aprisionado dentro do barro e outros materiais...
Go Sérgio, go!!!
Beijos aos dois, e feliz dia da criança!!

15:10  
Anonymous Adão Conde said...

""Eu não sabia", diz uma criança a um escultor, "que dentro daquele bloco de pedra estava este cavalo que você tirou."

09:08  
Anonymous Fátima said...

Parabens para o artista pela obra e para a Kitty pelas palavras tão lindas. O amor é assim mesmo ...."não só olharem um para o outro, mas também olharem os dois na mesma direcção....". É o meu segredo para um amor com 21 anos (e que ainda é uma criança!!). Continuem a fazer muitas coisas bonitas. Beijinhos e Felicidades

16:18  
Blogger kitty-san said...

=(^-^)=

19:44  

Enviar um comentário

<< Home